Como criar um manual de identidade visual

Se você acha que o manual de identidade visual é apenas um detalhe, está na hora de rever isso.

A identidade visual representa o primeiro contato que seus/suas clientes terão com a empresa, e deve ser um verdadeiro guia para todo o processo criativo da marca.

O manual de identidade visual deve conter todas as informações possíveis sobre os elementos gráficos da marca.

Ele precisa abordar, por exemplo, a paleta de cores, tipografia e a padronização gráfica de uso da marca, para que todos os elementos visuais estejam de acordo com a proposta e o conceito da empresa. 

Ao realizar qualquer tipo de campanha ou trazer mais visibilidade para sua marca, é sempre importante consultar o manual, inclusive para promover atualizações constantes.

Muitos erros podem ser evitados assim, de modo a posicionar melhor a sua marca - fazendo com que a identidade visual realmente reflita o que há de melhor nela.

Se você ainda tem dúvidas de como criar um manual de identidade visual, acompanhe este conteúdo para entender mais sobre o assunto.

O que é manual de identidade visual?

O manual de identidade visual é um documento que serve como guia de todas as criações gráficas e visuais da empresa.

O objetivo dele é construir os padrões de identidade da marca, fazendo com que ela tenha uma unidade de representação que de fato reflita os valores da empresa. 

Esse manual geralmente é feito depois do desenvolvimento da logo, e traz explicações sobre a sua criação, as cores utilizadas e a tipografia que foi aplicada. Além disso, determina quais vão ser as variações de aplicação e as dimensões que podem ser utilizadas.

O documento também deve ter as diferentes aplicações da identidade visual, seja para camisas, cartões, páginas web, materiais impressos ou redes sociais.

Outro aspecto bastante importante é pontuar o que a empresa deseja comunicar com cada um dos elementos de sua identidade visual, além de especificar a quem ela está se dirigindo e de que maneira isso deve ser feito.

Qual a importância do manual de identidade visual?

Uma representação visual que seja marcante e bem estruturada faz toda a diferença na hora de atrair clientes e fidelizá-los.

O manual de marca atua nesse sentido, fazendo com que a sua empresa consiga ter uma identidade visual consistente e que possa ser facilmente reconhecida por todos.

Isso colabora bastante para que os clientes criem de fato uma conexão com a marca, pois vão mantê-la mais facilmente na cabeça a partir dessa identidade.

Com esse recurso, também fica mais fácil promover o uso dos materiais gráficos corretos em todas as campanhas, fazendo publicidades integradas e que exibam os diferenciais da empresa.

O manual de identidade visual também facilita muito o trabalho de equipe e o treinamento de novos funcionários, já que todos os aspectos visuais que devem ser utilizados (e até evitados) vão estar no manual. Assim, é provável que você consiga economizar tempo no treinamento dos colaboradores. 

Como fazer um manual de identidade visual?

Cada manual de identidade visual pode funcionar de maneira bem particular, mas há aspectos em comum que podem ser repetidos para a criação de um documento realmente completo.

Listamos esses aspectos a seguir, de modo que você possa usá-los como um roteiro básico do que deve estar presente nesse tipo de documento:

  1. Missão, visão e valores 

Antes de começar a exibir a identidade visual, é importante explicitar quais são a missão, a visão e os valores da marca.

Assim, tudo que for desenvolvido de material gráfico irá partir desses pontos, de fato refletindo essas questões da melhor maneira possível.

  1. Cores

As cores escolhidas para representar a marca são muito importantes. Elas irão guiar a logo e todo o resto do projeto gráfico, e devem ser pensadas de acordo com a estratégia e o nicho da empresa, combinando com os diferentes backgrounds escolhidos.

  1. Logotipo

É essencial que o logotipo esteja no manual de identidade visual - e em versões variadas. A empresa deve colocar no documento todas as maneiras pelas quais o logo pode ser utilizado, além de uma breve explicação dos elementos que foram escolhidos.

  1. Tipografia

A tipografia escolhida é uma parte bastante importante da identidade visual da marca e, por isso mesmo, deve estar no manual. Ela deve ser apresentada em todas as suas variações e ser completamente legível.

  1. Estilo fotográfico

O manual deve conter o estilo das fotos usadas, a iluminação adequada, as cores e o enquadramento que irão valorizar mais a marca/produto.

Se isso for pensado antes e inserido no documento, fica mais fácil reproduzir e realmente estabelecer um padrão para as imagens utilizadas pela empresa. 

Como fazer a comunicação visual da marca?

A comunicação visual da sua marca precisa refletir os valores e diferenciais da empresa e, por isso, é importante partir desses elementos.

Além disso, ela deve ser adaptável e ir se adequando a vários meios, para que de fato seja possível criar a sensação de unidade. É preciso também pensar em elementos que podem rapidamente remeter à sua empresa e de que forma isso a diferenciará.

Por isso é importante indicar se a sua empresa quer investir em algo mais divertido, esteticamente agradável ou inovador, por exemplo.

Outro passo fundamental é pensar para quem a empresa se dirige. Assim, a identidade visual também deve ser desenvolvida de acordo com a persona da empresa e exprimir as soluções que realmente atraiam esse público. 

É importante sempre lembrar que esse processo exige muita criatividade e planejamento, e não deve ser feito de uma hora para a outra. É preciso pensar em cada detalhe para que o resultado seja realmente incrível!

Gostou do conteúdo? Continue acompanhando o nosso blog para mais dicas e informações sobre tecnologia, design e mercado on-line.

twitterfacebooklinkedinyoutube-playinstagram