Design‌ ‌de‌ ‌Produto‌ ‌-‌ ‌tudo‌ ‌o‌ ‌que‌ ‌você‌ ‌precisa‌ ‌saber‌ ‌sobre‌ ‌a‌ ‌profissão‌

Talvez, você pense que o universo de design de produto esteja bem longe da sua realidade. Mas, para a sua surpresa, não está. 

Os produtos desenvolvidos pelos/as designers de produtos, provavelmente, fazem parte do seu dia a dia. Há muitas chances de os objetos presentes no seu quarto, por exemplo, terem sido desenvolvidos e projetados por esses profissionais. 

Ficou curioso/a para saber mais? Então continue lendo para sanar todas as suas dúvidas sobre essa profissão que está super em alta!

Design de produto: o que faz um profissional da área?

O design de produto é o profissional por trás do desenvolvimento de vários objetos e peças que usamos diariamente. 

Nesse contexto, o significado de “produtos” engloba muitas coisas, entre elas: embalagens, ações, layouts, identidades visuais, brindes, materiais digitais e impressos, peças de decoração, entre outros. 

O profissional de design de produtos é responsável por analisar as demandas e as necessidades do mercado, selecionando a matéria-prima ideal e as tecnologias atuais para criar novos produtos.  

Ele também garante a produção de soluções inovadoras, com uma boa estética, que sejam funcionais, eficientes, práticas e que cumpram de forma eficaz a sua função. Além disso, também é analisado o impacto positivo do produto no mercado. 

Assim, é o profissional que define que tipo de material será usado, qual será a finalidade do produto, sua forma e estética, a fim de transformar todas as ideias em um design único e inovador, que seja atrativo para os consumidores.  

Principais áreas de atuação do designer de produto

Como visto anteriormente, um profissional de design de produto atua no desenvolvimento estético, na elaboração da identidade visual e na funcionalidade do produto. 

Sendo assim, as possibilidades de atuação de um designer de produto no mercado são muitas. Seja na realidade virtual ou na vida real, as profissões de design cresceram bastante com o “boom” do mercado digital. 

Os profissionais que se qualificam, conseguem trabalhar em áreas que lidam com criação, comunicação, inovação e gerenciamento de projetos. Separamos algumas das principais áreas de atuação para você ficar por dentro das possibilidades. 

Design Gráfico: esse tipo de design é responsável pela criação de produtos como jornais, revistas, panfletos, livros e outras soluções gráficas e digitais. O profissional que atuar nessa área deve conseguir desenvolver esses materiais pensando em propagar a mensagem da forma mais clara e impactante possível. 

Design de Embalagens: o profissional atua desenvolvendo embalagens, pensando na sua eficiência e transmitindo o conceito das marcas.  

Gerência de produtos e projetos: ao atuar como gestor/a, o/a profissional organiza a parte de desenvolvimento dos projetos. É necessário ter em mente o objetivo da empresa ao criar determinado produto, o processo criativo e as necessidades do cliente. 

Desenvolvimento de serviços digitais: Além de realizar produtos mais tradicionais, como os que foram citados anteriormente, um designer de produto pode atuar no mercado digital desenvolvendo serviços e produtos online. Aplicativos, e-commerce e plataformas de streaming são alguns dos exemplos.

Mercado para design de produto 

Com a crescente quantidade de empresas e produtos no mercado, há um aumento significativo na competitividade. Por isso, é importante o investimento em profissionais de design de produtos. Assim, as empresas conseguem se destacar e encontrar formas de atrair os consumidores. 

A tendência é que haja cada vez mais um aumento na procura por profissionais dessa área.

Atualmente, há várias vagas e oportunidades de emprego para os/as designers de produto. As mais comuns são: 

  • Assistente de Design de Produto;
  • Designer de Produto e Serviço;
  • Designer de Produto Pleno;
  • Designer Digital;
  • Designer de Produto/Projetista;
  • Designer de Produto e Experiências Interativas;
  • Designer de Embalagens.

Habilidades necessárias para atuar como designer de produto

Para que o profissional se encaixe perfeitamente na profissão de design de produto, é recomendado que haja conhecimento de programas gráficos, modelagem 3D e seus softwares. 

Além desses requisitos mais técnicos, é legal que o profissional também apresente as seguintes características: 

  • Ser produtivo/a e saber lidar com vários projetos ao mesmo tempo;
  • Ter foco e aprender rápido;
  • Ser criativo/a e saber criar novos designs.

Como é o processo de criação no design de produto?

Basicamente, o processo criativo é formado a partir das seguintes etapas: 

  • Contato do cliente com a agência ou empresa;
  • Reunião para a coleta de informações que irão formar o briefing;
  • Brainstorm;
  • Pesquisa;
  • Protótipo; 
  • Execução do material;
  • Produção gráfica do material;
  • Implementação;
  • Análise de resultados e testes. 

Dentro de um bom processo criativo, o profissional analisa desde as medidas de um produto até a parte estética. O processo requer muita atenção e deve ser embasado em pesquisa. 

Etapas do desenvolvimento de novos produtos

1 - Brainstorm: a primeira etapa é chamada de geração de ideias. É nesse momento que o profissional deve liderar sua criatividade e pesquisar alguns alinhamentos, como as tendências de mercado, objetivos do produto e o público-alvo. 

2 - Triagem de ideias: para filtrar as ideias da etapa anterior, deve levar em consideração critérios como o orçamento disponível, o custo de produção e as vontades do público-alvo. 

3 - Prototipação: essa etapa serve como um teste para analisar se o produto será bem recebido pelo mercado. É legal que a empresa conduza uma pesquisa, com questionários ou com dinâmicas, para entender qual o valor do produto. 

4 - Análise de mercado: depois que o produto for aprovado, a próxima etapa é uma análise mais direcionada do mercado. Ao mapear o cenário, o profissional deverá pensar em um plano de negócios, com estratégias e objetivos. 

5 - Desenvolvimento: nessa etapa, todos os planos e ideias serão colocados em prática. A produção é totalmente alinhada com o marketing, a fim de criar o produto ideal. 

6 - Validação do mercado: essa etapa é responsável pela realização dos últimos testes antes do lançamento oficial do produto. 

7 - Lançamento no mercado: por fim, o produto é lançado. Nesse momento, é legal focar na campanha de lançamento para que ela alcance um grande número de consumidores e coloque o novo produto em evidência. 

Gostou do conteúdo? Aproveite que você já está no blog da Gama Academy para ler mais sobre as 6 ferramentas de design que todo/a profissional deve conhecer!

twitterfacebooklinkedinyoutube-playinstagram