11 Métricas de Marketing Digital para Ficar de Olho

As métricas de marketing digital são importantes para gerar receitas, vendas, conversão, retenção, engajamento nas redes sociais, visualização de conteúdos, entre outras aplicações. As mais conhecidas e utilizadas pelos/as profissionais são ROI, CPC, CAC, CTR e LTV. Vamos falar sobre elas daqui a pouco!

As métricas de marketing digital apresentam erros, acertos e quais caminhos devemos seguir para melhorar nossos ações nos negócios online. Elas são, basicamente, estatísticas ou indicativos numéricos obtidos por meio de dados concretos, tais como:

  • visualizações de página;
  • quantidade de relatórios preenchidos;
  • compartilhamento e marcações nas redes sociais ;
  • leads gerados em uma campanha;
  • vendas realizadas em uma ação;
  • entre outras métricas de marketing digital.

Você deve estar pensando: por que as métricas são tão importantes para as estratégias de marketing digital de uma empresa?

A resposta é simples! Estes números demonstram de maneira bem didática se você está conseguindo alcançar os resultados que espera atingir com suas campanhas.

Por exemplo: sua empresa investiu 1 mil reais em Google Ads na expectativa de gerar 30 vendas. Porém, suas métricas de marketing digital deixaram claro que somente 10 negócios foram fechados. E agora, o que você deve fazer?

Em primeiro lugar, você deve valorizar essa informação, já que ela só chegou até a sua mesa ou à tela do seu notebook graças às métricas de marketing digital.

Em seguida, seu time pode organizar uma força tarefa para compreender os erros cometidos pela equipe de inside sales, por exemplo, e reposicionar seu negócio digital para que ele entre no rumo — em direção ao sucesso.

Ficou claro para você que tudo o que deve ser melhorado, necessariamente precisa ser medido? Só mensurando resultados é possível evoluir! 

Quando sua equipe entende isso, fica mais fácil visualizar como as métricas são importantes. Mas é preciso saber que existem diversas métricas de marketing digital para você acompanhar — e nem todas convêm ao seu negócio. 

Neste caso, para as métricas dispensáveis, damos o nome de métricas da vaidade. Você vai entender melhor em seguida!

Métricas da vaidade: o que são e como escapar delas

Métricas da vaidade são dados, indicativos e números que mostram uma boa interação do público com a sua marca, mas que não representam vendas geradas ou negócios fechados.

Veja isso: sua empresa publicou um post no Instagram que foi muito comentado, curtido, marcado, repostado, mas não gerou nenhuma venda sequer.

Nesta simulação, se o seu time de marketing digital estiver seduzido pelas métricas da vaidade, vai ficar muito contente e acreditar que a estratégia está no caminho certo, já que “tanta gente interagiu com o post”. 

Isso pode parecer sucesso, não é mesmo? Parece, mas não é!

Acontece que, por mais que os reflexos de uma ação possam deixar o time empolgado, se eles não representam vendas ou retornos reais para o negócio, são simplesmente métricas de vaidade e têm muito pouco a agregar. 

Por isso, vamos mostrar agora como escolher métricas de marketing digital que realmente interessam, ou seja, aquelas que você deve acompanhar para saber se o negócio está crescendo no ritmo que você planeja.

Por que é essencial definir as métricas de marketing digital?

As métricas servem para aperfeiçoar o trabalho da sua empresa no ambiente digital e vão entregar dados importantes para que todos os times estejam em sintonia e trabalhem em busca do mesmo objetivo. Veja:

  • as métricas são importantes para conhecer e entender quem é o seu cliente e qual comportamento ele/a tem;
  • os dados servem para melhorar a comunicação com o seu público, deixar o/a cliente satisfeito/a, aumentar o engajamento, indicações e avaliações;
  • as métricas eficientes ajudam a investir melhor os recursos do orçamento de marketing digital;
  • as informações tornam o planejamento das campanhas otimizado e permitem fazer ajustes pontuais sempre que necessário, enquanto as ações de marketing digital ainda estão rodando.

No fundo, sem as métricas de marketing digital, sua empresa fica praticamente desorientada nas ações, como se estivesse contando com a sorte ou esperando um resultado mal planejado e pouco calculado.

Agora, você sabe que as métricas são fundamentais para o seu negócio prosperar. Porém, existem muitas métricas de marketing digital e será necessário escolher algumas delas, aquelas que são realmente essenciais para a sua estratégia.

Com certeza, seu time de marketing digital saberá fazer isso. Para facilitar as coisas, resolvemos separar 11 métricas relevantes por área. E vamos começar com as métricas de conteúdo. Confira!

Métricas de Conteúdo

1. Visitas no site

Essa é uma das métricas necessárias para saber quantas pessoas vistam os conteúdos do site diariamente, quais páginas são mais acessadas, quais posts do blog atraem mais leitores/as, etc. 

2. Taxa de conversão

Essa é uma das métricas de marketing digital mais importantes, pois mostra a aproximação que um/a visitante faz na intenção de se tornar um/a cliente da sua empresa. 

Isso pode acontecer quando a pessoa deixa seus dados de contato no formulário, assina uma newsletter, baixa um e-book ou se inscreve para uma promoção.

Para saber a taxa de conversão, basta dividir o número de pessoas que fizeram o que você queria (baixar o e-book ou se inscrever na promoção) pela quantidade total de visitas.

3. Taxa de conversão no funil de vendas

Na sequência, o que acontece quando uma pessoa assina sua newsletter ou se inscreve para uma promoção? Ela entra na jornada de compra do cliente, na qual ela vai passando por etapas até adquirir um produto ou serviço.

Essa é uma das métricas de marketing digital para ficar de olho, pois representa o “negócio fechado” ou aponta direcionamentos muito valiosos sobre o motivo da perda de uma venda.

Por exemplo: quantos prospects deixam de comprar depois que o time de inside sales faz o contato? Ter essa resposta é primordial, pois pode mostrar que a abordagem está ineficiente e precisa ser reestruturada. 

Métricas de Campanhas Pagas

4. CPC (Custo por Clique)

Uma das métricas de marketing digital mais úteis para avaliar se a campanha com tráfego pago está trazendo o retorno esperado é o CPC (Custo por Clique).

Assim, você consegue descobrir quanto custa para que cada prospect encontre sua landing page e preencha o seu formulário, por exemplo. Neste caso, o cálculo deve ser feito da seguinte maneira: valor da campanha / quantidade de cliques obtidos. 

5. CTR ou Taxa de Cliques

Essa é uma das métricas mais úteis para avaliar a qualidade da sua campanha como um todo, incluindo textos, imagens, palavras-chave e segmentação. É preciso descobrir, entre todos os cliques, quantos clientes estão efetivamente chegando até a sua página.

Em geral, essa é umas das métricas mais usadas quando a campanha já está no ar. A fórmula é a seguinte: quantidade de cliques no anúncio / quantidade de impressões) x 100 = resultado em porcentagem. 

6. CPL ou Custo por Lead

Aqui está mais uma das métricas para você ficar de olho: custo por lead. Quanto menor for o seu CPL, melhor. Quanto mais contatos você trouxer para a empresa gastando pouco, excelente!

Isso quer dizer que você paga pouco para gerar um Lead, que também tem um custo para ser nutrido. A nutrição dos Leads leva tempo, precisa de estratégia e dedicação. 

CPL = valor total da campanha / quantidade de leads obtidos

Métricas de Receitas e Vendas

7. CAC ou Custo de Aquisição por Cliente

Quanto custa para que cada consumidor se torne um cliente da sua empresa? Essa é uma das métricas fundamentais para saber o investimento que está sendo feito e o retorno que está sendo gerado por este custo.

Para obter o CAC (Custo de Aquisição por Cliente), você tem que incluir todos os gastos da empresa:

  • valor investido em mídias pagas;
  • custo com blog post;
  • salário da equipe de marketing digital;
  • custo do time de inside sales;
  • e todas as outras etapas que geram gastos para conquistar um prospect.

Levantou todas essas informações? Então, separe um período para análise — ele pode ser mensal.

Neste caso, dentro de 30 dias, faça a seguinte conta:

CAC = todos os custos e despesas para gerar vendas e marketing / quantidade de clientes conquistados

8. ROI ou Retorno Sobre Investimento

Provavelmente, essa é uma das métricas de marketing digital mais famosas. Com certeza, você já ouviu falar sobre ela em algum momento.

Com ela, o negócio digital como um todo pode ser avaliado, já que o foco é ir direto ao lucro. Veja a fórmula do ROI:

ROI = receita gerada – valor investido / valor investido

O Retorno Sobre Investimento precisa ser positivo e quanto maior é melhor! Além disso, o ROI mostra quanto é possível e necessário escalar para fazer a empresa crescer.

9. Taxa de retenção de clientes

Depois que os/as clientes são conquistados/as, eles/as precisam ser mantidos/as na sua empresa, não é mesmo?

Logo, essa é uma das métricas que você precisa prestar atenção, principalmente para saber se a política de fidelização está trazendo os resultados que você espera, identificar o número de clientes retidos e saber, daqueles que foram embora, por qual motivo deixaram de contar com seus produtos ou serviços.

10. Ticket Médio

Quanto o/a seu/sua cliente gasta, em média, na sua empresa, com produtos ou serviços? Essa é uma das métricas mais importantes, pois caso o valor esteja muito reduzido, é possível ampliá-lo com o crosselling ou o upselling.

O Ticket Médio é o valor total médio que cada cliente gasta mensalmente. Essas métricas de marketing digital também serão bem úteis para identificar o LTV, que está explicado logo abaixo.

Ticket médio por mês = receita mensal / quantidade de clientes mensal

11. LTV – Lifetime Valuation ou Tempo de Vida do Cliente

Agora você já tem o CAC – Custo de Aquisição do Cliente e ele será contextualizado. No caso, vamos usar o ticket médio, que precisa ser superior ao valor gasto para fechar uma negociação — não se esqueça disso.

O tempo de vida do cliente é usado para saber quanto uma empresa pode lucrar quando fecha um contrato. Assim, os rendimentos começam a ficar previsíveis.

Durante todo o ciclo de vida do cliente (um determinado período), essas métricas servem para identificar o valor da receita média dos negócios que foram fechados entre ele e sua empresa.

Aqui, temos uma comparação importante para a saúde financeira do seu negócio: as métricas do LTV devem ser, no mínimo, 3 vezes maiores do que o Custo de Aquisição do Cliente.

Por fim, qual é a fórmula do LTV?

LTV = ticket médio por mês x tempo médio que cada cliente fica retidoÉ isso, pessoal! Essas são as 11 principais métricas para ficar de olho em 2021 e mensurar os resultados das suas estratégias.

Agora, para saber mais sobre marketing digital e as tendências para esse ano, vale a pena dar uma olhada neste outro conteúdo bacanudo da Gama, que fala sobre o que mudou e que vai permanecer nesta área! Até a próxima!

twitterfacebooklinkedinyoutube-playinstagram