Vale a pena investir em e-mail marketing?

O e-mail marketing é uma estratégia muito usada pelas empresas, especialmente as de comércio eletrônico, já que traz uma comunicação direta com clientes e prospects.

Esse meio permite que você fale diretamente com o seu público, apresentando produtos ou serviços a partir dos contatos gerados pelas campanhas de captação de leads. 

Quando utilizado de maneira eficiente, o e-mail marketing pode realmente fidelizar e ainda atrair novos/as clientes, gerando mais vendas e mais confiança para a sua marca. Mas para isso acontecer de fato, é preciso fazer com que ele não seja sinônimo de abordagens intrusivas ou spam.

Para isso, o conteúdo do e-mail deve conter a mensagem certa, dirigir para um público específico e deve chegar na hora certa. Assim, a mensagem será transmitida, sem ser tratada como algo desnecessário ou desimportante.

Acompanhe o texto para saber mais sobre e-mail marketing.

O que é e-mail marketing?

Esse tipo de e-mail é uma estratégia feita a partir do envio de mensagens de uma empresa para a lista de contatos dos/as usuários/as que são cadastrados/as em seu mailing ou que foram atraídos por campanhas de geração de leads. 

Por meio dessa comunicação, você avisa aos/às consumidores/as sobre promoções, novidades e formas de usar o seu produto/serviço. O problema é que, com o tempo e com o aumento de empresas usando esse método de forma excessiva, os e-mails pessoais acabaram sendo invadidos por muitas propagandas indesejadas. 

E isso, é claro, fez com que muitos/as consumidores/as se cansassem e nem parassem para ler mais esse tipo de e-mail, tratado então como spam. 

Com uma abordagem certa de Marketing Digital, que solicita o e-mail do/a cliente e o envio dos conteúdos de forma mais leve, é possível usar ferramentas para mandar mensagens com conteúdos personalizados e que façam mais sentido para diferentes tipos de usuários/as. 

A partir de uma estratégia mais pessoal, que fala diretamente com o/a cliente e atende aos interesses dele/a de forma mais humanizada e individual, esse método pode se tornar muito efetivo para vendas e ainda transformar a sua empresa em referência. 

O fluxo de nutrição funciona de uma forma parecida, fazendo com que os e-mails sejam enviados para um segmento específico e com um objetivo determinado. 

A partir dele, é possível colocar no seu e-mail marketing assuntos curtos e chamativos, uma chamada para ação e ainda um layout que atenda a todos os dispositivos. 

Qual é a importância do e-mail marketing?

O e-mail marketing é um dos canais mais utilizados pelas empresas, já que mais da metade da população do mundo tem uma conta registrada nos serviços de e-mails. 

Então, mesmo que seus/suas usuários/as não tenham perfis em redes sociais ou acessem raramente as plataformas, é bem provável que eles/as tenham um e-mail e possam receber informações sobre a sua empresa a partir dele.

Além disso, nas redes sociais não é possível prever quantas pessoas vão receber os conteúdos postados. Já no e-mail você pode ter a certeza de que todas as contas que você selecionou receberão um conteúdo próprio e de maneira mais individual, de modo que essa estratégia funcione com efetividade. 

Essa ferramenta permite ainda que você anexe imagens e vídeos, além de poder usar gifs e outros métodos para deixar a comunicação mais leve e pessoal. Tudo pode ser feito no tamanho que você quiser, direcionando exatamente para quem está lendo.

O e-mail marketing também tem um ótimo custo-benefício. Com um investimento baixo, as taxas de conversão já conseguem ser bastante altas ― e tudo acontece de maneira simples. Você só precisa escolher uma ferramenta para envio, ter uma pessoa que faça a execução e ter uma estratégia de Marketing Digital bem articulada.

Como iniciar uma estratégia de e-mail marketing?

Para começar uma estratégia com e-mail marketing, é preciso captar leads por meio de landing pages e formulários da sua empresa. Oferecendo alguma vantagem para seus clientes, como com um e-book exclusivo, você pode ter em troca o seu e-mail e informações de contato.

A partir disso, você deve analisar bem quem são as suas personas para saber que tipo de conteúdo enviar. Para cada uma delas, você deve pensar em assuntos interessantes e abordagens diferentes para enviar no e-mail, com base nas necessidades/interesses do seu público-alvo, chamando logo em seguida para clicar em uma ação de venda. 

Os e-mails podem explorar diversos recursos, como imagens e vídeos, mas, exceto em casos especiais, não devem ser muito longos ou técnicos. Eles devem mesmo chamar os/as consumidores/as para uma conversa, de maneira informal e leve. Pedir feedbacks pode ajudar bastante a saber quais são os reais interesses dessas pessoas. 

Para esse tipo de e-mail, investir em um layout que tenha a cara da sua empresa também pode ser uma boa ideia. Assim, os/as usuários/as já identificam de cara a sua marca, e isso colabora bastante para deixar a identidade visual da empresa cada vez mais agradável.  

Essa estratégia pode ficar ainda mais sofisticada ao usar um fluxo de automação. A partir de cada tipo de “fonte” de lead, é possível conferir que perfis de usuários/as não abrem os e-mails, quais clicam no CTA e em que casos esses perfis são convertidos. Isso ajuda muito a aperfeiçoar a comunicação com essa ferramenta de Marketing Digital. 

Investir em e-mail marketing com certeza faz toda a diferença! Mas é preciso se planejar e adequar a sua comunicação para fazer isso da melhor maneira. 

Se você se interessa pelo mercado digital, marketing, vendas e design, conheça o Gama Station. Com playlists e jornadas diferentes, você tem acesso a sequências de aulas on-line e exercícios de fixação sobre os assuntos que você quiser dentro do universo do Marketing Digital. Faça o download aqui!

twitterfacebooklinkedinyoutube-playinstagram