O que é growth hacking? Qual a importância?

O growth hacking é uma estratégia de marketing voltada para o crescimento rápido de empresas, aproveitando as oportunidades do mercado e usando experimentos e hipóteses para encontrar as melhores práticas para o sucesso. 

Todas as empresas precisam crescer, melhorar seus resultados, aumentar o faturamento, conquistar mais espaço no mercado e pensar nos próximos passos para a expansão dos negócios. O growth hacking é uma metodologia que existe para transformar esses objetivos em realidade.

Se você está querendo saber o que é growth hacking, veja este material bem interessante e completo que preparamos para você!

Growth hacking: o que é essa metodologia de crescimento?

O growth hacking vem se tornando cada vez mais popular no mercado digital, no qual é comum vermos empresas pequenas se tornarem gigantes da tecnologia em pouco tempo.

Por isso, a estratégia é vista como ideal para negócios que buscam crescimento rápido e que estão dispostos a arriscar, fazer experimentos e testar novas hipóteses. A ideia é apostar em soluções novas e inusitadas para chegar a um resultado diferente. 

O termo growth hacking foi criado por Sean Ellis, um profissional de sucesso que teve uma brilhante carreira na Eventbrite, Dropbox e outras grandes empresas. O conceito está relacionado a estratégias de marketing orientadas ao crescimento por meio de um uso excepcional dos canais de aquisição de clientes. 

Com ações de growth hacking, é possível obter uma série de benefícios que são fundamentais para que uma empresa cresça acima da média do mercado. 

Veja alguns pontos importantes dessa metodologia:

  • verificar quais são os principais problemas da empresa;
  • realizar esforços para solucionar estes problemas;
  • fazer com que os problemas se tornem alavancas de crescimento;
  • aplicar ideias melhores, diferentes e inovadoras para solucionar os problemas;
  • colocar essas ideias em prática, de forma eficiente e com o mínimo de recursos possíveis;
  • verificar os insucessos e sucessos do growth hacking e aprender com eles;
  • gerar mais testes e experimentos a partir dos resultados obtidos.

Por que o growth hacking é importante?

No fundo, o growth hacking é um método de crescimento voltado a entender os problemas da empresa e solucioná-los de forma criativa, com foco no crescimento do negócio.

Contudo, embora seja simples entender a teoria do growth hacking, muitas equipes têm dificuldade de praticar essa metodologia.

Quando o termo foi criado por Sean Ellis, em 2010, o executivo buscava com o growth hacking uma maneira de fugir do marketing tradicional para encontrar soluções inovadoras, em um espaço de tempo menor, com times formados por pessoas de áreas diferentes e com especializações distintas.

Um dos pontos marcantes do growth hacking sempre foi a utilização de uma base sólida de dados para guiar as ações de uma empresa. 

Ou seja, todas as hipóteses sempre partiram de informações coletadas, analisadas, comparadas e checadas, como fatos consolidados sobre a empresa, métricas e dados validados sobre o negócio, considerados indispensáveis para o crescimento.

Abaixo, elencamos a importância dessa metodologia.

Estratégia voltada para o crescimento rápido

O growth hacking busca um sucesso maior por meio de vários crescimentos pequenos que, quando somados, trazem ótimos resultados. 

No dia a dia, no ramo de vendas e marketing digital, estamos trabalhando arduamente para fazer o negócio crescer ou estourar na rede, sair do 0 ao 100 em poucos dias, mas dificilmente isso acontece.

O growth hacking traz esse objetivo para mais perto da realidade: ao invés de ficar sonhando com um contrato milionário, a metodologia visa colocar em prática uma série de ações inovadoras que geram pequenos crescimentos sólidos e que contribuem para a consolidação do negócio.

Muitas experiências acontecendo em tempo real para o seu crescimento

Um dos diferenciais do growth hacking é a possibilidade de fazer vários testes ao mesmo tempo, pois somente o tempo vai gerar dados confiáveis para uma análise mais precisa e minuciosa de cada tentativa de crescimento. 

O objetivo do growth hacking é justamente testar várias hipóteses simultaneamente, sabendo que muitas delas vão falhar, mas que algumas serão eficientes e trarão os resultados esperados.

Sempre tirar uma lição do growth hacking

Depois de todos os testes e análises, é essencial saber por que uma estratégia de growth hacking deu errado, quais foram as falhas e treinar o time para que o mesmo erro não seja cometido em uma ação futura. Assim, as estratégias para hacks de crescimento podem ser aprimoradas.

Como ter uma mentalidade de crescimento?

Os/as profissionais que usam estratégias de growth hacking precisam adotar uma mentalidade voltada a táticas de crescimento, com foco nas melhores práticas, experimentos e ferramentas que permitam que a empresa implemente um marketing voltado ao crescimento. As principais etapas são: 

Objetivo

Determinar qual será a finalidade do growth hacking, como aumentar as vendas, conquistar mais visitantes ou assinaturas em um conteúdo, estimular o download de um app, consolidar uma nova solução tecnológica, entre outros. 

Hipótese

Separar as hipóteses com o suporte dos/as profissionais que vão participar do hack de crescimento, pontuando o impacto que pode ser gerado para a empresa com cada estratégia. É importante provar ou refutar cada hipótese por meio de dados e métricas. 

Experimentos

Ver se as hipóteses levantadas são realmente eficientes por meio da realização de experimentos práticos. O objetivo de cada experimento deve ficar claro para todas as pessoas do time. 

Ferramentas

Adotar as melhores tecnologias para fazer o teste acontecer, como automação, analytics ou outro suporte. As ferramentas precisam ser definidas previamente e devem melhorar os resultados dos experimentos. Elas podem ser um software ou produto específico, por exemplo. 

Como é o growth hacking no dia a dia de trabalho?

No dia a dia, uma pessoa que atua com growth hacking vai analisar a jornada do consumidor, verificar o comportamento dos/as clientes, identificar os principais problemas e pontos fortes do negócio e pensar em oportunidades e gatilhos que possam fazer a empresa crescer.

Assim, quando formular uma hipótese, como o uso de uma ferramenta para uma loja virtual vender mais, o/a profissional que atua com growth hacking precisará se apoiar em tecnologias para que o teste seja escalável e repetido com o mínimo de custo e recursos humanos.

Vamos pensar juntos: se você está em uma ação de hack de crescimento e vai testar diversas hipóteses, elas precisam ser escaláveis e com poucas pessoas. 

Afinal, haveria profissionais suficientes para participar de todas as hipóteses que você pretende colocar em prática? Normalmente, os times são enxutos e bem ocupados.

Mesmo que as empresas tenham growth teams, eles se dedicam a muitas estratégias que usam ferramentas e tecnologias. Esses times geralmente são formados com a seguinte estrutura:

  • growth master: responsável pela gestão da equipe.
  • growth marketers: aqueles/as que cuidam dos KPIs e atuam com as estratégias de e-mail marketing, marketing digital, social media, SEO, etc.
  • growth analytics: são os/as que analisam as informações dos experimentos realizados, usando softwares e ferramentas para isso.

Os times também são formados por engenheiros/as de softwares, designers de produtos e desenvolvedores/as que ficam encarregados/as de entregar um novo produto ou solução que foi proposta pelo time de growth hacking.

Qual é a diferença entre growth hacking e marketing tradicional?

As diferenças do growth hacking para o marketing tradicional são bem marcantes.

Em primeiro lugar, devemos saber que o growth hacking foca em agilidade, soluções em curto espaço de tempo, com várias possibilidades sendo testadas, o que não acontece no marketing tradicional.

Outros diferenciais do growth hacking são o foco em escalabilidade, uso de tecnologias e decisões baseadas em dados, com foco no mercado digital.

No fundo, o growth hacking é uma nova maneira de pensar o marketing, por isso é diferente de algo tradicional. É uma inovação!

  • Crescimento em growth hacking: ações voltadas para retenção, receita, aquisição, geração de vendas, indicação de usuários, entre outras.
  • Métrica norte em growth hacking: são os dados que têm muito valor para a hipótese e que podem não estar ligados diretamente às vendas, como no caso do número de clientes, leads qualificados ou usuários ativos.
  • Experimentos em growth hacking: podem ser testes A/B, testes de descoberta ou testes de otimização.

Na prática, no dia a dia, você vai perceber que o growth hacking é feito com muito marketing de referência, indicação e fidelização de clientes.

Também é essencial investir em bastante marketing de conteúdo para se tornar autoridade e principalmente adquirir leads com CTAs, banners, formulários, pop-ups, entre outros.

O uso de gatilhos mentais, como o da escassez (últimas unidades do produto), também é muito comum em growth hacking. Essa é uma metodologia de marketing completa, que explora a criatividade e a tecnologia para encontrar meios de crescimento para um negócio. 

Insira na realidade da sua empresa as estratégias de growth hacking que fazem sentido dentro do seu segmento e comece a escalar suas vendas. Para saber mais sobre esse e muitos outros tópicos importantes das carreiras digitais, baixe agora o app Gama Station na App Store ou Google Play!

twitterfacebooklinkedinyoutube-playinstagram